Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Acesso rápido

Notícias

Prefeitura estuda projeto para transformar lixo em energia

Publicada em 09/05/2017, às 16h38 | Atualizada em 11/05/2017, às 13h17


Douglas Schneider

Materiais recicláveis

Grande parte do lixo de Vitória pode virar energia elétrica para consumo nas escolas, postos de saúde e outros prédios públicos (Ampliar imagem)

A Prefeitura de Vitória larga na frente e, em mais uma iniciativa de parceria público-privada (PPP), vai iniciar o estudo do projeto de implantação de uma Unidade de Valorização Energética de Resíduos Sólidos Urbanos (Uver) e utilização da energia elétrica gerada para compensação do consumo próprio.

Após a autorização, que será publicada no Diário Oficial, o estudo será entregue em até 60 dias para, então, ser analisado pelo município e publicado o edital para concessão.

A energia gerada pode ser usada para compensar o consumo energético do local de origem e de qualquer outro ponto da rede da mesma concessionária, desde que sejam pontos de consumo do mesmo consumidor, ou seja, a energia gerada pelo lixo poderá compensar o consumo em escolas, unidades de saúde, prédios públicos e iluminação pública. As diferenças entre a energia gerada e a compensada são apuradas mensalmente e os saldos são guardados por até 60 meses para ajustes nas compensações.

"A ideia da usina de geração de energia através da utilização do lixo é boa em todos os sentidos. Primeiro, porque ela reforça o caminho da inovação que a gestão de Vitória está trilhando em parcerias público-privadas (PPP). Os recursos necessários para a inovação e a modernização do município estão na iniciativa privada. Então, esse modelo permite que esses recursos venham para a melhor prestação de serviços à população", destacou o prefeito de Vitória, Luciano Rezende.

Economia

Com a energia gerada pelo lixo incinerado, a Prefeitura deverá economizar aproximadamente R$ 10 milhões por ano, com energia e aterro sanitário.

Com a criação da usina, batizada de Unidade de Valorização Energética de Resíduos Sólidos Urbanos (Uver), os caminhões de lixo vão diretamente para a Uver, em vez de irem para o aterro sanitário. Cada usina transforma 300 toneladas/dia de lixo em energia elétrica e tem a capacidade de gerar 33.880 MHW/ano.

O prefeito também destacou que o lixo pode se tornar uma fonte de energia limpa que vai diminuir o gasto da Prefeitura de Vitória com energia elétrica nas suas edificações.

O JavaScript ou o Flash não estão ativados. Logo, não será possível exibir o vídeo.

"Ao mesmo tempo, dá uma destinação adequada a parte do lixo produzido na cidade. Vai gerar uma economia da ordem de R$ 10 milhões por ano para a Prefeitura, melhorando a qualidade da gestão pública. Vitória terá a possibilidade de gerar energia de forma limpa através da utilização do lixo. É uma iniciativa muito avançada em alguns países da Europa e no Japão (veja vídeo ao lado) que nós temos a oportunidade agora de trazer para Vitória", disse Luciano.

Avanço

O secretário de Gestão, Planejamento e Comunicação, Fabrício Gandini, falou sobre a importância da iniciativa: "Essa PPP é fundamental para tornar os resíduos sólidos um ativo do município. Junto com a coleta seletiva, avançaremos muito para que Vitória seja mais sustentável e inteligente".


Informações à imprensa:

Kennya Gava (krgava@vitoria.es.gov.br) | Tel(s).: 3382-6024 / 98898-5803

Com edição de SEGES/SUB-COM - Prefeitura de Vitória


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site