Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Campanha de guarda responsável de animais conscientiza sobre zoonoses

Publicada em 06/04/2018, às 08h05

Por Amilton Freixo de Brito (afbrito@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Divulgação Semmam

Guarda responsável de animais

Equipes vão iniciar campanha para conscientizar os tutores de animais sobre as zoonoses (Ampliar imagem)

O projeto de Educação Ambiental para a guarda responsável de animais domésticos entra em seu novo mês de ações, desta vez com o tema "Zoonoses: como proteger o animal?".

As atividades são desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), através da Gerência de Educação Ambiental, com apoio da Gerência de Bem-Estar Animal e do Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA) da Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

Zoonoses

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), zoonoses são "doenças ou infecções naturalmente transmissíveis entre animais vertebrados e seres humanos". Essas doenças podem ser disseminadas por meio de vírus, bactérias, fungos, protozoários, entre outros micro-organismos.

Ainda segundo a OMS, existem mais de 200 doenças classificadas como zoonoses. A transmissão pode ocorrer de forma direta, por meio de contato físico e/ou com secreções; ou de forma indireta, através de vetores como mosquitos e pulgas.

Divulgação Semmam

Guarda responsável de animais

Saúde equilibrada e bons hábitos de higiene são fundamentais para evitar que um animal seja acometido por alguma doença (Ampliar imagem)

Exemplos 
  • Raiva: doença contagiosa causada por um vírus que pode afetar os mamíferos, incluindo o ser humano. O contágio ocorre por meio do contato com a saliva de um animal contaminado (cães, gatos ou morcegos hematófagos), principalmente, no caso de uma mordedura. Principais sinais clínicos: mudança de hábitos e/ou comportamento, agressividade, salivação e paralisia. A vacinação é a única maneira de controlar preventivamente a doença.
  • Toxoplasmose: causada por um protozoário que pode infectar o ser humano e diversas espécies de animais, como cães, gatos, aves, porcos, carneiros e bovinos, por meio de ingestão de água ou alimentos contaminados, principalmente, carne crua ou mal passada. Alguns sintomas: febre, gânglios e órgãos aumentados e transtorno visual.
  • Giardíase: infecção causada por protozoários que acometem, principalmente, a porção superior do intestino delgado em cães e gatos e também no ser humano. Transmissão por contato com fezes contaminadas. Principais sintomas em animais e no ser humano: diarreias frequentes, vômitos, desidratação, fraqueza e dores abdominais, podendo evoluir para problemas mais graves quando não tratados.
Como proteger o animal?

Saúde equilibrada e bons hábitos de higiene são fundamentais para evitar ou reduzir o potencial de chance de um animal ser acometido ou transmitir alguma zoonose. Os exames para verificação da saúde dos animais devem ser realizados por um médico veterinário, anualmente ou semestralmente, ou, ainda, quando o bichinho apresentar algum sintoma ou comportamento suspeito. 

Uma alimentação de qualidade também conta muito para manter o animal saudável. O ideal é oferecer uma dieta à base de ração, evitando carnes cruas ou leite não pasteurizado. Importante também manter os comedouros e bebedouros higienizados.

Além de manter a vacinação em dia, o uso de vermífugos e controle de parasitas (antipulga ou anticarrapato) deve fazer parte dos cuidados do tutor com o seu animal. Uma dica importante é fazer também o controle de carrapatos e pulgas no local em que os animais se encontram. Importante evitar ainda que o animal beba água de origem desconhecida ou tenha contato com fezes de outros animais.

Animais tratados, vermifugados e vacinados, em boas condições de higiene, dificilmente serão contaminados ou transmitirão doenças.

Mitos 

1. A mordida/saliva de qualquer cão ou gato transmite a raiva: NÃO. Somente animais contaminados pela raiva podem transmitir a doença por meio de mordida/salivação.

2. Todo cão ou gato que baba está contaminado pela raiva: NÃO. Animais com alguma intoxicação ou com alto nível de estresse também podem apresentar excesso de salivação.

3. Cão ou gato que corre em volta do rabo está louco: NÃO. Os animais que manifestam esse comportamento podem estar sofrendo de algum transtorno psicológico, parasitoses ou sob alto nível de estresse.

4. O gato transmite toxoplasmose para mulheres grávidas: SIM e NÃO. Nem todo gato está contaminado pela doença. Só é possível contrair a toxoplasmose de um gato contaminado por meio da ingestão de suas fezes.

5. Cão na areia da praia transmite doenças: SIM e NÃO. O cão pode transmitir alguma zoonose se não estiver devidamente vacinado ou vermifugado. O recomendável é levar o animal à praia por períodos curtos, para evitar, inclusive, que ele também seja contaminado por alguma doença. É imprescindível que o tutor sempre recolha e descarte corretamente as fezes do animal.

6. O gato é um transmissor de asma para as pessoas: NÃO. A asma não é uma zoonose, ou seja, não é transmitida de animais para seres humanos. Crises asmáticas podem ocorrer naquelas pessoas alérgicas a pelos de animais, isso é, que já possuem essa doença respiratória.

Controle de Zoonoses 

Em Vitória, o Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA), no bairro Resistência, desenvolve ações de vigilância, prevenção e controle de zoonoses:

  • adoção de animais, por meio de feiras de adoção mensais e no próprio CVSA, durante todo o ano;
  • orientações sobre guarda responsável de animais;
  • castração de cães e gatos, por meio de cadastro e solicitação no Fala Vitória 156;
  • ações de Educação em Saúde Ambiental;
  • vacinação antirrábica em cães e gatos.
Informações

Para conhecer melhor os trabalhos realizados pelo CVSA, entre em contato pelo telefone (27) 3215-2257. Para saber mais sobre o projeto, entre em contato com a SEMMAM/GEA, no telefone (27) 3382-6536.


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site