Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Vitória 467 anos: ampliação e fortalecimento das políticas públicas de cultura

Publicada em 05/09/2018, às 07h00

Por Leo Vais (levsilva@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Leonardo Silveira

Exposição UJUZI no MUCANE - Museu Capixaba do Negro

Um dos destaques para o fomento da cultura são os editais de seleção de ocupação de espaços culturais (Ampliar imagem)

Leonardo Silveira

Exposição UJUZI no MUCANE - Museu Capixaba do Negro

Museu Capixaba do Negro (Mucane) recebeu a exposição "Ujuzi", do Coletivo UHURU (Ampliar imagem)

Com a proposta de desenvolver ações e projetos para democratizar e ampliar o acesso a manifestações culturais e linguagens artísticas em Vitória, que completa 467 anos no sábado (8), a Secretaria Municipal de Cultura (Semc) desenvolve uma série de atividades de formação cultural em diversas áreas.

Além disso, promove ações de acesso aos bens culturais e amplia vagas para oficinas livres e cursos técnicos, além de realizar uma série de exposições e atividades de arte e cultura.

"Política pública resume-se em realizar oportunidades. O que fazemos é transformar espaços culturais em arenas de política pública: acesso, fomento, realização, produção, arte, sempre priorizando a transparência, o bem-estar, a democracia. Políticas públicas existem, como o nome propõe, para o público. Essa é nossa obrigação, nosso destino", disse o secretário de Cultura, Francisco Grijó.

Editais da Cultura

Um dos destaques para o fomento da cultura são os editais de seleção de ocupação de espaços culturais, ano 2017/2018, realizados com recursos do Fundo Municipal de Cultura (Funcultura), que contemplam a Casa Porto das Artes Plásticas, o Museu Capixaba do Negro “Verônica da Pas” (Mucane) e o Museu Histórico da Ilha das Caieiras "Manoel dos Passos Lyrio” (Museu do Pescador).

Os editais contemplam tanto projetos de exposição quanto ações culturais de diferentes linguagens artísticas, como a música, o cinema, a literatura, além da formação inicial e continuada em oficinas e cursos.

A Casa Porto recebeu a exposição "Fonte", do Coletivo Pêndulo, e atualmente tem em cartaz a mostra coletiva "Territórios Internos", além de três ações culturais.

O Mucane recebeu a exposição “Ujuzi”, do Coletivo UHURU, e estreia em setembro a mostra “Malungas”, além de ter realizado oficinas de música, bonecas artesanais e exibições cineclubistas.

O Museu do Pescador promoveu duas exposições: “Mosaicos da Ilha”, de Vânia Caus, e “Brincantes da Ilha”, de Ana Lúcia Gonçalves, em cartaz no espaço. Os trabalhos dialogam com a história da região e realizam uma série de atividades de formação com a comunidade.

Mar da Música

A programação de verão trouxe um clima de luau à beira-mar para a capital. O Mar da Música realizou 27 shows em sete pontos da cidade, contemplando diversos gêneros musicais, como samba, pop, rock, música latina, MPB e sertanejo. Todas as atrações foram escolhidas por meio de edital público.

Entrega da Fafi

Espaço histórico das manifestações culturais e do fomento da produção artística, o prédio da Escola Técnica Municipal de Teatro, Dança e Música Fafi foi entregue totalmente restaurado.

A obra contemplou o restauro da fachada, do telhado, do piso e das pinturas parietais da edificação, revisão elétrica e do sistema de climatização, além de adequações referentes às normas técnicas de acessibilidade e dos banheiros, com construção de rampa, calçada cidadã e instalação de um elevador, tornando o espaço acessível para um número maior de pessoas, inclusive para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Depois da entrega da edificação, que aconteceu no final de julho, o espaço já foi palco do espetáculo "Miserere Mo Quim Pó", que marcou a conclusão da turma do curso técnico em Teatro, além de vagas para novas turmas dos cursos técnicos nas áreas da dança e do teatro, e oficinas de teatro, dança, música e capoeira.

Biblioteca 

A Biblioteca Pública Municipal Adelpho Poli Monjardim segue como um espaço de fomento para a difusão do livro e da literatura. Com o Viagem pela Literatura, projeto que tem mais de 20 anos de existência, realiza ações itinerantes em parques, praças e lugares que não têm acesso ao livro.

Em sua sede, além do empréstimo de livros, realiza uma série de atividades de formação e lançamentos de títulos, com destaque para as Coleções Escritos de Vitória e José Costa, uma parceria entre a Prefeitura de Vitória, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Semc), e a Academia Espiritossantense de Letras e com distribuição gratuita.

Circuito Cultural

O Circuito Cultural ganhou nova sede e passou a funcionar no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Grande São Pedro. O espaço oferece oficinas culturais semestrais em diferentes linguagens artísticas e manifestações culturais, como artesanato, capoeira, dança e música.

Carlos Antolini

Fachada da FAFI

Prédio da Escola Técnica Municipal de Teatro, Dança e Música Fafi foi entregue totalmente restaurado (Ampliar imagem)

Diego Alves

Entrega do relógio da praça oito

Relógio da Praça Oito teve sua torre totalmente recuperada e voltou a tocar os acordes do hino do Estado (Ampliar imagem)

Restauro dos monumentos

Importantes monumentos que contam parte da história da capital foram restaurados neste último ano. O relógio da Praça Oito teve sua torre totalmente recuperada, além de ter sua parte elétrica completamente recuperada para receber um novo maquinário, trazendo de volta os acordes do hino do Espírito Santo. O restauro foi uma parceria entre a Prefeitura de Vitória, o Instituto Goia e o Banestes.

Outro monumento restaurado foi a estátua do Papa Pio XII e exigiu um trabalho minucioso do artista Sandro Novaes, em função da riqueza de detalhes no cimento branco.

A estátua de Iemanjá, em Camburi, também passou por processo de adequação e ganhou novas cores na pele, no manto, na coroa e nos cabelos. As mudanças atendem às demandas oriundas das religiões de matrizes africanas e do Conegro.

A Arte é Nossa

O projeto apoiou duas novas intervenções na região da Vila Rubim: um painel na praça Manuel Rosindo da Silva, como desdobramento da exposição "UJUZI", e a intervenção "Nossa Vila" realizada pelo grupo Cidade Quintal, no mercado da região. Outra entrega é a pintura artística do Monumento Vitória 360º, realizada pelo artista Ficore, que foi inteiramente repaginado com cores e grafismos que representam vários símbolos da cidade.

Viradão Vitória

O Viradão Vitória está de volta. O evento multicultural apresentará 88 atrações, selecionadas por meio de edital público e parcerias, distribuídas em 30 horas no Centro Histórico de Vitória.

Apoio

A Prefeitura de Vitória, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, apoiou alguns dos eventos mais importantes para o fomento da cultura local. Edições recentes do Festival de Cinema de Vitória, Festival Nacional de Teatro e Feira Literária Capixaba contaram com a participação da Semc.

Carlos Antolini

CEU

Circuito Cultural ganhou nova sede e passou a funcionar no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU)

Leonardo Silveira

Show Banda Cinco Nós no Viradão Vitória 2015

Viradão Vitória está de volta e trará 88 atrações em 30 horas de programação (Ampliar imagem)


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site