Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Ações em Vitória servem de exemplo para Cidades Educadoras no País

Publicada em 05/04/2018, às 18h51

Por Melissa Künsch (mwkunsch@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Carlos Antolini

ENCONTRO BRASILEIRO DE CIDADES EDUCADORAS

Encontro Brasileiro de Cidades Educadores aconteceu na Escola Técnica e Formação Profissional em Saúde (Etsus)

Leonardo Silveira

Encontro Brasileiro de Cidades Educadoras - Reunião de Trabalho da Rebrace

Gestores de várias cidades no País discutiram ações para se tornarem cidades educadoras (Ampliar imagem)

Sede do Encontro Nacional de Cidades Educadoras, que termina nesta sexta-feira (6), o município de Vitória também foi importante exemplo para gestores de várias cidades brasileiras que passaram pelo evento. Práticas adotadas pela Prefeitura que classificam a capital como "Cidade Educadora" surtiram efeito positivo entre os participantes.

Programas de mobilidade urbana, de segurança pública, de redução de violência no trânsito e de enfrentamento à violência doméstica, assim como as práticas integrativas de apoio a pacientes da saúde, estavam entre os destaques. Ações desses modelos, que contribuem para a coletividade e para a construção da cidadania, estão no âmbito das Cidades Educadoras.

"Vitória é um exemplo de cidade educadora no País, não só pelos excelentes indicadores educacionais, mas, principalmente, por ter como fio condutor das políticas a combinação da convivência cidadã e promoção da qualidade de vida. Apresentamos como exemplo desse trabalho a experiência do Centro de Referência e Atendimento à Mulher em Situação de Violência (Cramsv) no enfrentamento da violência contra a mulher e a implantação de práticas integrativas de saúde", avaliou Alberto Frederico Salume, assessor técnico da Secretaria de Gestão, Planejamento e Comunicação (Seges). 

Trânsito e mobilidade

Entre as ações de trânsito destacadas no evento, está a implantação do Bairro de Velocidade Segura (Zona 30), em Bairro República e Bairro de Lourdes, que possibilita um trânsito mais seguro e humanizado, colaborando para a redução de acidentes.

Destaque ainda para o programa Vida no Trânsito, uma parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), que tem como compromisso diminuir o número de acidentes envolvendo motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres.

Além disso, a instalação de ciclofaixas e o projeto de bicicletas compartilhadas - Bike Vitória - também foram apresentados, assim como a Linha Verde, faixa exclusiva para ônibus, táxis e vans, que volta a funcionar na próxima terça-feira (10).

Diego Alves

Zona 30 no Bairro República

Zona 30, projeto já adotado no Bairro República, foi uma das ações destacadas no evento

Carlos Antolini

FAIXA VERDE FAIXA DE PISTA EXCLUSIVA PARA ÔNIBUS

Linha Verde na avenida Dante Michelini também foi apresentada aos participantes do evento

Apoio à mulher

O apoio a mulheres vítimas de violência doméstica também foi outra prática de Cidade Educadora apontada pela Prefeitura durante o encontro. Na capital, as mulheres que se sentem ameaçadas por ex-maridos, namorados ou companheiros contam com um mecanismo importante de proteção: o Botão do Pânico.

Desde 2013 o dispositivo faz parte de um projeto piloto lançado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo (TJ-ES) em parceria com a Prefeitura. O objetivo é reduzir os altos índices de violência doméstica registrados na capital.

Outra prática pioneira é o projeto "Espaço Fala Homem", no qual equipes psicossociais atendem homens que praticaram violência contra a mulher. O objetivo é conscientizá-los sobre como lidar com situações de conflito no dia a dia.

Práticas integrativas

Ações que melhoram a qualidade de vida de pacientes, contribuindo para o bem -star, prevenção de doenças e para o bom desempenho de tratamentos, também foram apresentadas no Encontro Nacional de Cidades Educadoras.

São as Práticas Integrativas Complementares, que oferecem acupuntura, auriculoterapia, homeopatia, fitoterapia, aromaterapia, alimentação orgânica e natural, práticas corporais, xiang gong (treinamento perfumado), ioga, meditação, dança circular e reiki a pacientes atendidos nas unidades de saúde, no Serviço de Orientação ao Exercício e nos parques de Vitória.

Yuri Barichivich

Semana da Justiça pela Paz em Casa - Dia Internacional da Mulher

Botão do Pânico: apoio a mulheres vítimas de violência doméstica também foi outra prática de Cidade Educadora apontada no encontro (Ampliar imagem)

Carlos Antolini

Jardim Terapêutico

Jardim terapêutico, que incentiva a alimentação saudável, também foi destacado no evento (Ampliar imagem)


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site