Notícias

Prorrogada até dia 12 a exposição "Enredadas – Um Caminho Através do Tempo"

Publicada em 03/11/2021, às 17h13

Por Pedro Vargas (pedrovargaseira$4h064+pref.vitoria.es.gov.br), com edição de Andreza Lopes


  • Saúde e bem-estar
  • Educação de qualidade
  • Redução das desigualdades

Divulgação / PMV
Exposição Enredadas - Um caminho através do tempo
Divulgação / PMV
Exposição Enredadas - Um caminho através do tempo
Exposição Enredadas – Um Caminho Através do Tempo.

Para aqueles que ainda não visitaram a exposição “Enredadas – Um Caminho Através do Tempo”, em cartaz na Casa Porto das Artes Plásticas, uma boa notícia: a exibição dos trabalhos foi prorrogada até o próximo dia 12 de novembro.

A mostra, que faz parte do projeto “Fazendo Arte” em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura (Semc) e a Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos (Semcid), tem o objetivo de conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce e também combater o câncer de mama.

Na exposição os visitantes poderão percorrer diferentes histórias relativas ao tema central: o tempo, o repensar a vida, o entender o labirinto de emoções após o diagnóstico da doença e o florescer após a cura.

Criação

As obras foram criadas nos meses de agosto e setembro por mulheres participantes do projeto “Fazendo Arte”.

Alcéia Barcellos, Ana Claudia Evangelista, Ivanete Cajá e Rosangela Ferreira desenvolveram seus trabalhos em oficinas de bordado à mão, com as instrutoras Isabella Azevedo e Juliana Bittencourt.

“A ideia da exposição surgiu a partir do entendimento da necessidade de retratar o tema, visto sua importância para a vida das mulheres, de forma que causasse uma reflexão por meio do viés da produção artística”, conta Juliana.

“Todo trabalho é inédito e foi criado dentro das oficinas do projeto a partir de artes manuais têxteis. Partes da exposição foram feitas em diferentes momentos e oficinas, e as peças de vestuário foram desenvolvidas com o bordado à mão enquanto outros elementos da exposição foram feitos nas oficinas de costura, tricô à máquina e crochê”, detalha Isabella.

Funcionamento

“Enredadas – Um Caminho Através do Tempo”, tem classificação indicativa livre e permanece aberta ao público de segunda à sexta-feira, das 10 às 19 horas e aos sábados das 10 às 14 horas, até o dia 12 de novembro.

Para visitar não é necessário fazer agendamento prévio, porém, o número de pessoas no espaço é limitado, com controle de acesso feito no local.

Outros protocolos, de prevenção e combate ao Coronavírus, como o uso de máscara e de álcool em gel são rigorosamente seguidos, no interior da Casa Porto.

O projeto

O projeto “Fazendo Arte” é executado pela Organização da Sociedade Civil (OSC) Bem Brasil – Instituto de Desenvolvimento Social, em parceria com a Semcid e financiado com recursos do Procon Municipal de Vitória.

O objetivo do projeto, que é exclusivamente feminino, é atender a 80 mulheres do território do Centro de Vitória, ofertando oficinas de diversos tipos de técnicas ancestrais como macramê, crochê, bordado à mão, tricô à máquina, estamparia botânica, taboa, papel reciclado e costura.

Entre as suas principais pautas está a qualificação e fomento do empreendedorismo feminino por meio da arte, desenvolvendo os conceitos do consumo consciente e da responsabilidade socioambiental.

Oficinas

O “Fazendo Arte” oferta, gratuitamente, oficinas de tricô à máquina, bordado livre à mão e crochê, que acontecem semanalmente. O público alvo são mulheres com mais de 15 anos, moradoras do Centro de Vitória.

Para participar basta ligar para o telefone (27) 3207-9252.

Serviço

O que: Exposição “Enredadas – Um Caminho Através do Tempo”

Quando: 15 de outubro a 12 de novembro

Onde: Casa Porto das Artes Plásticas - Praça Manoel Silvino Monjardim, 66, Centro (antiga sede da Capitania dos Portos)

Funcionamento: segunda à sexta-feira, das 10 às 19 horas e aos sábados de 10 às 14 horas

O evento tem entrada franca e classificação livre.


Voltar ao topo da página