Notícias

Artistas de todas as cores e flores: projeto transforma visual de jardim em Cmei

Publicada em 23/11/2021, às 15h40

Por Brunella França (blfrancaeira$4h064+pref.vitoria.es.gov.br), com edição de Andreza Lopes

Com a colaboração de Luís Oliveira


Foto Divulgação
Cmei ZVA antes
Jardim do Cmei Zélia Viana de Aguiar, antes do projeto Artistas de todas as cores e flores.
Foto Divulgação
Cmei ZVA depois
Jardim do Cmei Zélia Viana de Aguiar, depois do projeto Artistas de todas as cores e flores.

Estímulo sensorial, desenvolvimento de responsabilidade ambiental e troca de experiências são alguns dos benefícios propiciados pelo projeto “Artistas de todas as cores e flores”, desenvolvido com as crianças dos grupos 3, 4, 5 e 6 do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Zélia Vianna Aguiar, em Santa Luíza.

O objetivo principal do projeto é revitalizar o jardim da unidade de ensino e promover um sentimento de pertencimento das crianças com o local. Afinal, eles serão sempre os “guardiões” do jardim.

O projeto já é uma tradição no Cmei, já que a professora Amélia Sirtoli, que atuou na unidade de ensino por 20 anos e se aposentou em maio deste ano, iniciou a atividade junto com outras professoras. Agora, quem dá continuidade às ações é sua filha, Karla Sirtoli, atual professora de Arte do Cmei, no turno matutino.

Ela conta que o primeiro passo do projeto começou na sala de aula, conversando com as crianças sobre o estado que o jardim se encontrava, sem manutenção, e o que poderiam fazer para melhorar o local e trazer vida de volta ao jardim. Depois, a professora mostrou várias obras florais de artistas como Monet, Tarsila do Amaral, Van Gogh, dentre outros.

Dedicação

Os pequenos fizeram releituras das obras que mais gostaram, utilizando técnicas como ilustração, desenho, pintura, recorte, colagem e usando também materiais não estruturados, como folhas e gravetos, recolhidos no pátio da escola. Inclusive, a professora conta que fará uma exposição desses trabalhos na primeira semana de dezembro, para que os colegas e também as famílias possam visualizar toda a dedicação das crianças às atividades.

Ela explica ainda que, durante essas atividades, foi providenciado a troca da terra do jardim e a compra das mudas e plantas.

“Quando as mudas e plantas chegaram, foi uma alegria enorme. A partir daí, começamos a fazer as aulas de arte no jardim. A cada aula uma turma diferente ia até lá e, em roda de conversa, falávamos sobre o nome das plantas, se elas gostam de muito sol ou sombra, e a quantidade de água certa para regar. Aproveitamos para contar histórias sobre jardins, já que o projeto institucional da unidade de ensino é sobre literatura”, explicou.

Entusiasmo

Aos poucos, a restauração do jardim foi acontecendo com muito entusiasmo por parte das crianças. Todas plantaram, cuidaram e deram até nomes para as plantinhas.

Além de aprender sobre o cuidado com as plantas e a importância delas, essa vivência faz com que as crianças socializem o aprendizado em casa com as famílias, ampliando o senso de responsabilidade.

“Já notamos o quanto as crianças estão felizes e se sentindo verdadeiros guardiões do jardim. Se alguém por acaso pisa no local, eles mesmos chamam a atenção e explicam sobre a preservação. Só tenho a agradecer às crianças e à diretora que apoiou nosso projeto desde o início. Ver os pequenos empolgados e envoltos no projeto enche nossos corações de alegria”, avaliou a professora Karla.

Brunella França
Cmei ZVA
Crianças participam do projeto Artistas de todas as cores e flores.
Foto Divulgação
Cmei ZVA
Crianças participam do projeto Artistas de todas as cores e flores.

Voltar ao topo da página