Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Acesso rápido


Gestão Compartilhada

Entenda o modelo de gestão da Prefeitura: o trabalho está baseado na gestão compartilhada e se propõe a ouvir as sugestões dos moradores, incentivando a participação popular.

Modelo de gestão: eixos temáticos e gestão compartilhada

André Luiz Silva Sobral

Prefeito e autoridades no Comitê de Gestão

O modelo de gestão da Prefeitura orienta a administração municipal, definindo a forma como as ações serão colocadas em prática nas suas diversas fases, desde o planejamento, execução e acompanhamento de projetos até a prestação de contas.

Um conjunto de instâncias funciona para garantir os princípios e as missões da administração. O modelo busca também fortalecer a interlocução permanente dos secretários e subsecretários, gerentes de áreas e gestores locais responsáveis pelo atendimento e prestação de serviços aos cidadãos.

Três Comitês Temáticos, reunidos uma vez por semana e formados por secretários de diversas pastas, coordenam o trabalho em torno desses eixos: Comitê Social,  Comitê Meio e Comitê de Desenvolvimento Econômico e Urbano. Comitês Gestores formados em cada secretaria constituem espaços de análise e divulgação das ações estratégicas definidas nos Comitês Temáticos e Secretariado, além de promover a integração das ações de governo.

Uma vez por mês, prefeito, vice-prefeito, secretários e subsecretários reúnem-se no Comitê Estratégico. Seu objetivo é analisar, formular, debater, deliberar sobre a integração de programas, gerenciamento e monitoramento das ações estratégicas.

Última atualização em 22/07/2014

Voltar para o topo

Gestão Compartilhada é uma das marcas da atual administração

Yuri Barichivich

Prefeito Luciano realiza a 1º Audiência Pública do Gabinte Itinerante na FAFI, na Regional 1

Uma das marcas da atual administração de Vitória é a Gestão Compartilhada, uma iniciativa fundamental na construção de uma cidade com qualidade de vida para todos. O modelo tem o objetivo de envolver a população nas escolhas das ações da Prefeitura e permite solucionar problemas reais das comunidades.

A Gestão Compartilhada também facilita a elaboração do Planejamento Estratégico da Prefeitura, porque aponta as necessidades dos moradores da cidade e seu nível da urgência. A Prefeitura tem um plano de ações até 2016.

Um dos mecanismos criados para transformar a Gestão Compartilhada em realidade é o Gabinete Itinerante, uma série de audiências públicas que levam o prefeito e o secretariado a discutir, diretamente nos bairros, os problemas e as sugestões de cada região.

O cidadão pode participar da administração ainda pelo Fala Vitória 156, um canal de comunicação direto com a Prefeitura para receber informações, dar sugestões, fazer reclamações ou solicitar serviços.

Conselhos Municipais

Outra ação que tem por objetivo compartilhar a responsabilidade da gestão da cidade com os seus cidadãos são os conselhos de políticas públicas, os conselhos locais de saúde, assistência social e de escola. Existem, hoje, mais de 20 conselhos funcionando na cidade, com reuniões periódicas e atividades de capacitação permanentes. Neles, a Prefeitura abre espaço para a discussão de todos os assuntos relevantes à administração do município.

Compostos por representantes do poder público e da sociedade civil, os conselhos são importantes espaços de proposição e debate sobre as políticas públicas municipais. A maioria deles se reúne mensalmente e tem mandato de dois anos.

Última atualização em 20/07/2016

Voltar para o topo

Morador ajuda a definir prioridades da gestão no Gabinete Itinerante

Yuri Barichivich

Gabinete Itinerante de Jardim Camburi

Com o objetivo de transformar a ideia de Gestão Compartilhada em realidade, o prefeito e toda a sua equipe de secretários participam do Gabinete Itinerante, que discute diretamente com os moradores os problemas e soluções de cada região.

O Gabinete Itinerante começou a ser desenvolvido antes mesmo de o prefeito Luciano Rezende tomar posse, ainda no período de transição da administração anterior para a atual. A ação continuará durante todo o mandato.

Dos encontros, a administração municipal retira sugestões de projetos para escolas, ruas, praças e parques e também levanta os principais serviços que os cidadãos precisam em seu bairro. A Gestão Compartilhada é uma das marcas da atual administração de Vitória. O modelo tem o objetivo de envolver a população nas escolhas das ações da Prefeitura e permite buscar problemas reais das comunidades e soluções efetivas.

Última atualização em 23/02/2015

Voltar para o topo

Gabinete Online é a nova ferramenta da Gestão Compartilhada

Imagem divulgação

Gabinete Online

Uma das marcas da atual administração de Vitória é a Gestão Compartilhada, modelo que tem o objetivo de envolver a população nas escolhas das ações da Prefeitura e na identificação das necessidades e soluções para as prioridades da cidade.

Depois de adotar o Gabinete Itinerante, série de audiências públicas presenciais nas quais o prefeito visita as regiões da cidade para ouvir os moradores, a gestão lançou o Gabinete Online.

O desafio é ampliar o uso da internet para permitir a participação da população no debate sobre temas relevantes para a capital, e que isso possa acontecer de forma democrática, simples e inovadora. 

Funcionamento

Primeiro, uma videoconferência é realizada a partir da ferramenta conhecida como Hang Out, um recurso gratuito do Google que permite realizar debates em vídeo, ao vivo, com a participação simultânea de até 10 pessoas. O objetivo é discutir temas de interesse da cidade e da gestão municipal.

Depois, uma Consulta Pública é aberta, com a criação de fóruns em que a população pode sugerir propostas para a cidade. As propostas podem ser comentadas e votadas pelos moradores da cidade. Todas as sugestões serão avaliadas pela Prefeitura.

O Gabinete Online foi lançado no dia 30 de agosto, com um debate sobre Gestão Compartilhada e Governança Democrática. O debate foi transmitido ao vivo e, ao longo da transmissão, o público pôde enviar sugestões e intervenções pelas redes sociais da Prefeitura. O segundo tema foi mobilidade urbana.

Última atualização em 21/07/2016

Voltar para o topo

Planejamento Estratégico norteia ações da atual administração

Elizabeth Nader

Reunião de Planejamento Estratégico da PMV

Foto Divulgação

Mapa Estratégico da Prefeitura de Vitória 2013-2016

(Ampliar imagem)

As principais ações da administração municipal são norteadas pelo Planejamento Estratégico, elaborado a partir de uma série de reuniões com o prefeito, secretários, subsecretários e gerentes das principais áreas da Prefeitura, iniciadas em abril de 2013.

O objetivo é colocar em prática uma gestão pública eficiente e capaz de entregar serviços públicos com qualidade.

Uma revista lançada em fevereiro de 2014 apresenta aos cidadãos os detalhes do novo modelo de gestão estratégica e as ações planejadas pela Prefeitura de Vitória até 2016.

Acesse aqui revista do Planejamento Estratégico 2013-2016

Etapas

Na primeira etapa do Planejamento Estratégico, os servidores municipais discutiram a missão, a visão e os valores que serão adotados até o final do mandato. Na segunda, servidores e os conselhos populares foram convidados a contribuir com sugestões para a construção dos planos de ação dos programas e projetos. 

Os servidores de Vitória debateram também métodos e instrumentos capazes de dar suporte à gestão compartilhada da cidade. Oficinas e seminários com a equipe técnica das secretarias darão continuidade aos debates do Planejamento Estratégico. Na imagem acima, você vê o gráfico que representa a visão do Planejamento Estratégico da PMV. Clique na lupa para ampliar.

Última atualização em 22/09/2014

Voltar para o topo

Agenda Vitória estrutura plano estratégico para a capital até 2028

Seguindo as orientações da Eco 92, conferência das Nações Unidas sobre meio ambiente e desenvolvimento humano, Vitória elaborou o seu primeiro plano estratégico em 1996. Atualizada em 2002 e consolidada no programa Vitória do Futuro, a Agenda 21 definiu um conjunto de ações e políticas para o desenvolvimento da cidade nos anos seguintes. Em 2007, bem antes do que se previa, grande parte dessas propostas estava realizada ou em execução. Por outro lado, algumas linhas estratégicas formuladas em 2002 precisavam ser atualizadas e readequadas à realidade, já que os cenários urbano, econômico e social em que elas foram elaboradas mudaram consideravelmente.

Com as novas perspectivas para o desenvolvimento do Estado e da Região Metropolitana e as mudanças ocorridas nos últimos anos, chegou o momento de rever as possibilidades e desafios para o desenvolvimento da cidade e preparar um novo plano estratégico para orientar seu desenvolvimento a longo prazo. Então, foi elaborada a Agenda Vitória 2008/2028.

A Agenda Vitória 2008/2028 está estruturada em três eixos temáticos: Econômico, Urbano-Ambiental e Sociocultural. Compostos de subtemas, os eixos norteiam as análises e a construção de propostas.

Instâncias

O processo de elaboração da Agenda Vitória contou com a seguinte estrutura e instâncias.

  • Coordenação da Agenda: responsável técnica pelo trabalho, formada por três especialistas, um para cada eixo temático.
  • Equipe de consultores: constituída por profissionais com especialização nas temáticas dos eixos. Responsáveis pela realização de estudos, que subsidiaram a elaboração do diagnóstico, construção de cenários e definição de estratégias, diretrizes e programas gerais.
  • Secretaria Executiva: responsável por todas as rotinas de desenvolvimento do projeto, como organização de reuniões e eventos, contatos, apoio aos técnicos, entre outras atividades administrativas.
  • Conselho da Agenda Vitória: presidido pelo prefeito João Coser e formado por 123 representantes dos vários segmentos sociais da cidade, foi instituído no dia 30 de outubro 2007, para acompanhar a execução dos trabalhos e colaborar na análise e definição das propostas.

Pesquisas e debates

O processo contou ainda com a realização de pesquisas de opinião para orientação dos trabalhos da coordenação e dos consultores. Elas ajudaram a identificar a percepção da população em relação à própria cidade, as principais demandas e as expectativas de desenvolvimento.

Outros espaços importantes de debate foram os seminários e os ciclos de debate abertos à população, que contaram também com a presença dos membros do conselho. Nesses espaços foram apresentados e debatidos os estudos desenvolvidos pelos consultores, bem como as propostas para cada área temática.

O processo de construção da Agenda Vitória foi concluído no final de 2008, sendo entregue à cidade os estudos temáticos das diversas áreas e o plano estratégico, composto de diretrizes estratégicas e projetos visando ao horizonte temporal preestabelecido.

Este material tem servido de base ao planejamento estratégico de governo, bem como à proposição de políticas setoriais. Em 2009 serviu como diretriz, para a elaboração do Plano Plurianual (PPA) 2010-2013 de Vitória.

O processo de elaboração da Agenda Vitória se definiu a partir de uma abordagem multidisciplinar que busca a visão prospectiva e menos fragmentada da cidade. O ponto de partida para a integração se deu por meio da articulação de três eixos temáticos centrais: Econômico, Urbano-Ambiental e Sociocultural. Para cada eixo foram elaborados diversos documentos temáticos.

Estudos do Eixo Econômico

Analisa a dinâmica do trabalho e da produção para propor políticas nessa área. Entre os temas apresentados estão a localização de investimentos produtivos, o debate sobre a cidade de Vitória como centro metropolitano, o desenvolvimento de atividades especializadas, a formação e a qualificação de mão de obra etc.

Resumos dos diagnósticos Estudos completos
Aeroporto  Aeroporto
Ciência e tecnologia  Ciência e tecnologia
Investimentos produtivos  Investimentos produtivos I
Mercado de Trabalho Investimentos produtivos II
Portos Investimentos produtivos III
  Investimentos produtivos IV
  Mercado de Trabalho
  Portos

Estudos do Eixo Sociocultural

A partir do exame das relações sociais e interesses existentes no contexto urbano, os estudos abordam as áreas da assistência social, trabalho e renda, cultura, cidadania e direitos humanos. Dentre os temas destacam-se dinâmica populacional, políticas de educação e saúde e impactos das ações de enfrentamento à violência.

Resumos dos diagnósticos Estudos completos
Assistência social Assistência social
Cidadania e direitos humanos Cidadania e direitos humanos
Cultura Cultura
Dinâmica populacional Dinâmica populacional
Educação Educação
Gestão de Políticas Sociais Saúde

Estudos do Eixo Urbano-ambiental

Considerando a complexidade do ecossistema urbano, os estudos priorizam temas como a preservação ambiental, saneamento básico, geração de energia limpa, consolidação da política de habitação, elaboração de programas para a mobilidade urbana sustentável e desenvolvimento de planos institucionais, considerando Vitória no contexto da Região Metropolitana.

Resumos dos diagnósticos Estudos completos
Habitação Gestão urbana compartilhada
Meio ambiente Habitação
Mobilidade urbana Meio ambiente
Planos e programas institucionais Mobilidade urbana
Uso e ocupação do solo Relações institucionais
  Uso e ocupação do solo

Última atualização em 29/01/2014

Voltar para o topo

Relatório Circunstanciado

Em atendimento ao Art. 114 da Lei Orgânica do Município de Vitória, está disponível para consulta o “Relatório Circunstanciado da Real Situação da Administração”.

Nele estão contidos dados referentes à dívida do município, prestação de contas de convênios, situação de contratos, informações sobre transferências a serem recebidas da União e do Estado, projetos de lei, inventário de bens municipais e a situação dos servidores municipais

Nos endereços abaixo você tem acesso aos arquivos dos relatórios.

Última atualização em 15/07/2014

Voltar para o topo

Escritório de Projetos atua no planejamento estratégico da Prefeitura

O Escritório de Projetos é um núcleo de trabalho que integra a estrutura organizacional da Secretaria de Gestão Estratégica (Seges) e reúne profissionais com conhecimento em gerenciamento de projetos.

O escritório atua integrando o planejamento estratégico e a implementação da estratégia da prefeitura, sendo sua principal função aumentar a capacidade de gestão do portfólio, que é um conjunto de programas ou projetos grupados. Atuando como elo entre os níveis de gestão, também dissemina a cultura de gerenciamento de projetos na PMV, coordenando seu desenvolvimento  de acordo com os objetivos da administração.

Última atualização em 22/09/2014

Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site