Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Serra conhece experiência do Botão do Pânico em Vitória

Publicada em 10/11/2017, às 12h50 | Atualizada em 10/11/2017, às 13h02

Por Josué de Oliveira (jgoliveira@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Divulgação Semcid

Reunião Botão do Pânico

Secretária Nara Borgo apresentou estrutura e funcionamento do Botão do Pânico a Luciana Malini, representante da Prefeitura da Serra (Ampliar imagem)

A experiência de sucesso do Botão do Pânico em Vitória continua servindo de referência para outros municípios da Grande Vitória. Depois de Vila Velha, agora é a Prefeitura da Serra que busca informações sobre o equipamento para possível implementação no município. 

Nesta última quinta-feira (9), a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres da Serra, Luciana Malini, reuniu-se com a secretária de Cidadania e Direitos Humanos de Vitória, Nara Borgo, para conhecer o projeto de enfrentamento à violência contra a mulher.

Segundo Luciana, ela já conhecia o projeto e agendou a visita para ter mais detalhes do seu funcionamento. "Viemos conhecer in loco. Queremos conhecer para avaliar. Existe a possibilidade de implementação, mas antes precisamos conhecer como funciona a estrutura", disse.

Estrutura

Durante a reunião, Nara apresentou detalhes do funcionamento do botão e a estrutura necessária para colocar o equipamento em funcionamento, inclusive com o suporte do Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência. O projeto na capital tem parceria com a Guarda Municipal e o Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES).

A secretária explicou ainda que o dispositivo atualmente é entregue para as mulheres após uma decisão judicial e que, a partir do seu acionamento, a Guarda Municipal chega de 3 a 10 minutos. "Hoje a tecnologia é muito avançada e fica conectada com a Central de Videomonitoramento da Guarda", destacou.

Yuri Barichivich

ônibus do TJES na praça dos Namorados para violência contra a mulher

Botão do Pânico é distribuídos a mulheres que estão sob medida protetiva após sofrerem violência doméstica

Saiba mais

Botão do Pânico

O equipamento é distribuído para mulheres que estão sob medida protetiva na 1ª Vara Especializada em Violência Doméstica de Vitória e pode ser acionado caso o agressor não mantenha a distância mínima garantida pela Lei Maria da Penha. Ele capta e grava a conversa num raio de até cinco metros.

O Botão do Pânico também dispara informações para a Central de Videomonitoramento da Guarda Municipal, com a localização exata da vítima, para que um carro da Patrulha Maria da Penha seja enviado ao local.

Cramsv

O Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência presta atendimento às mulheres em situação de violência doméstica, familiar e intrafamiliar em razão do gênero.

O serviço, com seu funcionamento desde 2006, visa ao fortalecimento dos mecanismos psicológicos e sociais para que ela possa enfrentar e superar o quadro violento e receber informações para a garantia de seus direitos.

Serviço
Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 12 às 19 horas
Telefones: 3382-5464/3382-5465
Local: Casa do Cidadão, avenida Maruípe, 2544, Itararé

Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site