Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Saúde compartilha experiências de sucesso nas unidades com Gerência de Regulação

Publicada em 05/12/2018, às 17h16

Por Alexandre Lemos (aljunior@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Divulgação Semus

Saúde

Projetos foram apresentados a profissionais da Gerência de Regulação, Controle e Avaliação (GRCA/Semus) (Ampliar imagem)

Com o objetivo de compartilhar experiências que estão sendo implementadas em unidades de saúde com os profissionais da Gerência de Regulação, Controle e Avaliação (GRCA/Semus), foi realizado um bate-papo com os autores de três projetos que vêm trazendo resultados importantes para seus territórios.

Foram apresentados os projetos "Falta Zero" e "Caixa do Sexo", ambos de servidores da Unidade de Saúde de Grande Vitória. Além desses dois, também foi exposto o projeto "Implantação de Telediagnóstico: ferramenta do Telecárdio como inovação, comunicação e fortalecimento na Educação Permanente em Saúde no município de Vitória", que é finalista do Ciclo 2018 do Prêmio Inoves.

A gerente do GRCA, Andrea Barbosa Alves, explicou a importância do momento. "O trabalho de rede deve estar sempre conectado. Compartilhar experiências entre os setores se torna cada vez mais importante para que possamos conhecer a realidade por completo, pois é a partir disso que conseguimos ter uma visão mais ampla, e assim atuar ainda melhor", disse.

Ela completou: "São iniciativas simples em suas concepções, mas que trazem resultados importantíssimos para os serviços de saúde. Fico feliz por poder ter conhecido melhor cada um deles".

Atividades

Entre as atividades da GRCA, estão a regulação de consultas e exames especializados, análises de registro da produção ambulatorial, avaliação de satisfação do usuário e remoção por transporte sanitário.

Assim, há um contato permanente com os serviços da rede, principalmente, com as unidades de saúde, uma vez que, com as ferramentas da regulação, há uma aproximação entre a atenção básica e a especializada. "É preciso sempre melhorar a comunicação entre a Central de Regulação e as salas de especialidades", disse Andrea.

A Central tem a finalidade de receber as solicitações de atendimento, avaliar, processar e agendar. Busca a adequação da oferta de serviços de saúde às necessidades do usuário, construindo fluxos de acesso. O processo de regulação funciona para ordenar o atendimento à população.

Conheça melhor os três projetos

"Implantação de Telediagnóstico: ferramenta do Telecárdio como inovação, comunicação e fortalecimento na Educação Permanente em Saúde no município de Vitória"

A ação busca melhorar a qualidade do atendimento e da atenção básica no Sistema Único da Saúde (SUS), integrando ensino e serviço por meio de ferramentas de tecnologias da informação que oferecem condições para promover a Teleassistência e a Teleducação.

O fortalecimento do Telessaúde (e-Saúde) e a utilização da ferramenta do Telecárdio visam alcançar os seguintes objetivos: aperfeiçoar o atendimento nas Unidades Básicas de Saúde e dos Centros Municipais de Especialidades Médicas em Vitória; possibilitar a redução de custos e do tempo de deslocamentos dos pacientes ao especialista e otimizar o atendimento prestado. Clique aqui e saiba mais.

"Falta Zero'

O objetivo é orientar sobre prevenção de doenças, solucionar os possíveis casos de agravos e direcionar os mais graves para níveis de atendimento superiores em complexidade. A atenção básica funciona, portanto, como um filtro capaz de organizar o fluxo dos serviços nas redes de saúde, dos mais simples aos mais complexos.

O projeto tem como objetivo elaborar um plano de ação a ser implantado na UBS Grande Vitória visando reduzir e repensar o índice de faltas em consultas e exames agendados para os munícipes que são atendidos pelo setor de especialidades. Clique aqui e saiba mais.

"Caixa do Sexo"

O projeto vislumbra construir um saber sobre o processo de saúde que capacite o adolescente a decidir as estratégias mais apropriadas para promover sua saúde. A atividade consiste em dialogar de maneira simples e direta com os adolescentes a partir de suas questões acerca de sua saúde sexual e reprodutiva.

Considerando o baixo custo e a inovação do método, os resultados traduzem a eficácia do trabalho. Toda a execução do projeto é pactuada diretamente com a direção das escolas, que sensibiliza a equipe pedagógica e os professores, principalmente das disciplinas de ciências. Clique aqui e saiba mais.


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site