Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Praça Costa Pereira terá manifestação pelo fim da violência contra idosos

Publicada em 13/06/2018, às 17h46 | Atualizada em 14/06/2018, às 14h47

Por Edlamara Conti (econti@vitoria.es.gov.br) | Com edição de SEGES/SUB-COM


Carlos Antolini

Apresentação Musical

Ação visa incentivar as pessoas a denunciar os casos de violência contra os idosos (Ampliar imagem)

O Centro Histórico vai ser o cenário de uma grande manifestação, com música, congo, discursos e abordagens educativas, pela defesa dos direitos dos idosos nesta sexta-feira (15).

O objetivo é chamar a atenção da população para as diferentes formas de violência contra as pessoas idosas, orientar sobre serviços de saúde, de convivência e de assistência específicos para essa faixa etária e apresentar os canais para denúncia das violações.

A manifestação vai marcar o Dia Mundial de Enfrentamento da Violência Contra a Pessoa Idosa, criado pela Organização das Nações Unidas (ONU). A data ganhou ainda mais força neste ano, pois a ONU definiu como o Ano de Valorização e Defesa dos Direitos humanos da Pessoa Idosa.

A programação começa às 9 horas, com saída dos participantes do Centro de Convivência para Terceira Idade (CCTI) do Centro, em direção à praça Costa Pereira. Músicos do CCTI vão dar o ritmo da caminhada e os idosos levarão cartazes e faixas sobre o tema.

Ato público

Na praça, crianças e adolescentes do Cajun vão se juntar ao grupo em um grande encontro intergeracional. Então terá início o ato público, com distribuição de material informativo, leitura dos cartazes e apresentações culturais e artísticas. Para o encerramento, haverá apresentação do grupo de congo do CCTI Maria Ortiz.

O evento será realizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), por meio dos serviços de convivência para a pessoa idosa, como os CCTI´s e os grupos de terceira idade, e os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), em parceria com o Conselho Municipal do Idoso de Vitória (Comid).

Disque 100

Em 2017, o Disque 100 – canal que recebe denúncias de violações de direitos humanos – recebeu cerca de 33 mil denúncias de violência contra pessoas idosas em âmbito nacional. Desse número, 76,84% foram casos de negligência; 56,47%, violência psicológica; e 42,82%, abuso financeiro e econômico. A maior parte dos casos, 76,3%, ocorre na casa da própria vítima.

"Além dessas formas de violência, os idosos lidam com discriminação, desrespeito, negligência e violência física", disse a secretária executiva do Conselho Municipal da Pessoa Idosa, Tatiane de Souza Oliveira Galvão. 

Segundo o Disque 100, a maioria dos agressores possui forte vínculo com o idoso: são familiares, vizinhos, amigos e cuidadores. Tatiane destacou que a população precisa estar atenta às diversas formas de violência contra essa população e denunciar os casos que, em grande parte, ocorrem no ambiente familiar.

Diego Alves

Pessoas na rua

Idosos farão caminhada pelo Centro para marcar o Dia Mundial de Enfrentamento da Violência Contra a Pessoa Idosa (Ampliar imagem)

Programação

Dia 15 (sexta-feira): Caminhada e Ato Público pelo Dia Mundial de Enfrentamento da Violência Contra a Pessoa Idosa
9h – Saída do CCTI do Centro, seguindo pela rua Gama Rosa, entrando no calçadão da rua 7 e chegada na praça Costa Pereira.

10h – Recepção do grupo de Percussão do Cajun.
10h20 – Ato público: distribuição de material informativo, leitura dos cartazes confeccionados pelas pessoas idosas e apresentações culturais e artísticas dos serviços, encerrando com o congo do CCTI Maria Ortiz.

Perguntas frequentes

POR QUE O DIA 15 DE JUNHO? Esse dia foi definido pela Organização das Nações Unidas (ONU), em parceria com a Rede Internacional de Prevenção de Maus-Tratos Contra Idosos (Inpea), como o
Dia Mundial de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa.

QUAL É O OBJETIVO? Sensibilizar a sociedade para o enfrentamento às diversas formas de violência
cometidas contra a pessoa com idade igual ou superior a 60 anos.

MAS O QUE É VIOLÊNCIA CONTRA A PESSOA IDOSA? São as mortes, as lesões e também aquelas que ocorrem sem machucar o corpo, mas provocam sofrimento, desesperança, depressão e medo.

O QUE DIZ O ESTATUTO DO IDOSO? Que a violência é qualquer ação ou omissão praticada em local público ou privado que lhe cause morte, dano ou sofrimento físico e psicológico (Capítulo IV, artigo 19, parágrafo1).

É VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO:

FÍSICA: Ferir, incapacitar, provocar dor, morte e obriga-lo a fazer o que não deseja através da força física.

PSICOLÓGICA: Humilhação, restrição de sua liberdade, isola-lo do convívio social, aterrorizar através de agressões verbais ou gestuais.

FINANCEIRA: Uso de recursos financeiros e patrimoniais sem a concordância do idoso.

SEXUAL: Abusos que visam obter excitação, relação sexual ou práticas eróticas por meio de aliciamento, violência física ou ameaças, acontecendo com ou sem contato físico.

NEGLIGÊNCIA: Recusa ou omissão de cuidados devidos e necessários aos idosos por parte dos responsáveis, familiares ou de instituições.

ABANDONO: Ausência ou renúncia dos responsáveis familiares, instituições ou do governo de prestarem socorro à pessoa idosa que necessite de proteção.

AUTONEGLIGÊNCIA: Conduta da pessoa idosa que ameace sua própria saúde ou segurança pela recusa de ter cuidados consigo mesma.

Canais para denúncia 

Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas)
Região Centro:(27) 3132-8065 | (27) 3132-8073
Região Bento Ferreira:(27) 3132-1719
Região Maruípe:(27) 3233-3420

Delegacia do Idoso (27) 3227-9545

Conselho Municipal do Idoso de Vitória (Comid): (27) 3382-6178


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site