Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Pais abrem mão de presentes em troca do equilíbrio financeiro da família

Publicada em 09/08/2018, às 15h40 | Atualizada em 09/08/2018, às 16h15

Por Rosa Blackman (rosa.adriana@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Josué de Oliveira


Foto Divulgação

Homem e criança lado à lado posando para foto

Gessy e o filhão: o importante são os momentos e as histórias que ficam para sempre na memória

O Procon Vitória conversou com alguns pais para saber o que eles desejavam ganhar na quarta maior data de vendas registrada pelo comércio em todo país: o Dia dos Pais – celebrado no próximo domingo dia 12 de agosto. Em tempos de crise, muitos afirmaram que não se importam em receber o presente em outra data se os filhos não conseguiram juntar todo o dinheiro para comprar o desejam dar como declaração de amor.

Vários pais revelaram que temem que os filhos ajam de forma impulsiva e acabem extrapolando o orçamento deles ou das mães, consequentemente, deixando toda a família endividada.

Um deles foi o vigilante Maxsuel Correa Linhares. Pai de duas meninas (6 e 4 anos de idade), ele revelou que, mesmo adorando ganhar perfumes e cremes de presente, não se importaria em receber qualquer outra coisa mais barata para não comprometer as finanças da família. “Ficarei feliz com qualquer coisa. Eu sei que o que vier vem do coração. Isso é o mais importante”, afirma.

O servidor público Doriedson Gonçalves disse que prefere que os filhos adiem a entrega do presente a saber que a esposa vai ficar financeiramente enrolada com dívidas. Ele contou que desde cedo ensina isso aos filhos.

“Eu sempre ensinei-os a poupar. A juntar o dinheiro antes de sair para comprar qualquer coisa. Eu ensino na prática. Algumas vezes deixei de dar presente no Dia das Crianças porque não tinha juntado ou reservado o dinheiro para aquela despesa extra”, explicou.

O funcionário público Gildásio Garcia já mandou recado para a família. “O maior presente do Dia dos Pais deste ano eu já recebi. Minha mulher está grávida de dois meses. Não preciso de mais nada como presente. Ainda mais eu que já tenho um outro filho de 10 anos. Estou muito feliz”, declarou.

Consumo consciente

Diante do temor dos pais, o Procon Vitória apresenta oito dicas básicas para que os filhos expressem esse amor sem provocar um superendividamento. Além de demonstrarem que aprenderam as lições de economia, consumo consciente e sustentável repassadas por eles ou ensiná-los uma forma de agradar sem gerar uma dor de cabeça futura.

Segundo a gerente do Procon Vitória, Herica Correa Souza, a primeira dica, que deve ser aplicada em todas saídas às compras, que é listar o que quer comprar. Em seguida, verificar se a pessoa que irá receber realmente está precisando ou se ela realmente vai usar. Depois, pesquise. “Mesmo sendo um presente, os filhos devem tentar unir o útil ao agradável com preço justo e que cabe no seu orçamento”, orienta Herica.

Leonardo Silveira

Equipe do PROCON

Hérica Correa faz alerta sobre os cuidados que os filhos precisam ter antes de comprar o presente do dia dos pais (Ampliar imagem)

Ela destaca que o consumidor deve verificar o preço em, pelo menos, três estabelecimentos diferentes (lojas físicas e internet) antes de decidir e comprar. “Se comprar alguma coisa, não esqueça de guardar a nota fiscal. A nota fiscal será necessária para eventuais reclamações futuras junto aos órgãos de defesa do consumidor”, diz a gerente do Procon.

Herica aconselha ainda a solicitar descontos para pagamento à vista. “O governo federal liberou o preço diferenciado para pagamento à vista e a prazo. Então, o consumidor deve pedir um desconto sempre e, nas compras a prazo, deve ficar atento aos valores das parcelas e no preço final do produto, verificando a taxa de juros que será cobrada com o parcelamento”, alerta a gerente do Procon Vitória.

Outra atitude importante é o consumidor ler atentamente o contrato da compra, onde deve constar o valor do produto à vista, taxa de juros, o número e o valor das parcelas a serem pagas, e multas caso ocorra o atraso do pagamento.

Herica aproveita para ressaltar que, nas compras presenciais o fornecedor só é obrigado por lei a fazer a troca do produto com determinados vícios (defeitos) na mercadoria, porém se o estabelecimento disponibiliza a troca, ele é obrigado a faze-lá.

Nas compras pela internet, o consumidor tem direito a se arrepender de até sete dias. “Por isso, o consumidor deve ficar atento às condições e regras estabelecidas pelas lojas na hora da troca”, avisa. O consumidor tem o prazo de 30 dias para fazer a reclamação sobre produtos não duráveis. Já para produtos duráveis o prazo é de 90 dias.

Compra compartilhada

Outra atitude pode ser juntar todos os irmãos e dividir o valor do presente. Uma estratégia utilizada pelas irmãs Isadora e Milena Ferraço. Desde que começaram a receber mesada, as irmãs economizam durante os meses anteriores e decidem juntas o que comprar e o valor máximo para o presente.

Isadora conta que para não ficar pesado e não dar sempre o mesmo presente, as irmãs pensam sempre em coisas criativas. “Este ano, por exemplo, estamos montando uma exposição fotográfica - onde reunimos imagens dele nas competições e com a família - e mais uma garrafa de vinho para celebrar”. O custo da exposição foi dividido também com a mãe e o outro presente só entre as duas irmãs. “Acaba saindo mais barato para todos”, reforça Milena Ferraço.

Emocionado após a apresentação alusiva ao Dia dos Pais do filho João, Coordenador de Música e Arte da Igreja Batista de Araçás, Gessy Hoffmam Júnior, disse que "um presente é muito legal, mas as memórias do que vivemos juntos nutrem uma vida inteira”.


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site