Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Acesso rápido

Notícias

Novo PDU traz medidas para valorização e crescimento do Centro

Publicada em 15/05/2017, às 07h00

Por SEGES/SUB-COM - Prefeitura de Vitória | Com edição de SEGES/SUB-COM - Prefeitura de Vitória

Com colaboração de Danielly Campos


Tadeu Bianconi

Catedral Metropolitana de Vitória vista do alto

Utilização dos imóveis será incentivada com a implantação de empreendimentos com qualquer atividade comercial e em qualquer tamanho no Centro

O Centro, considerado o coração da cidade, precisa de incentivos que garantam o dinamismo econômico do comércio, a preservação da história e cultura desse espaço, além da atratividade das edificações para os próximos 10 anos. A proposta de minuta do Minha Vitória – Revisão do Plano Diretor Urbano (PDU) traz 10 benefícios para a valorização dessa região tão importante para a capital.

A principal mudança é o incentivo e a facilitação para a regularização das edificações existentes. Isso facilitará negócios ou estimulará moradias, uma vez que residências podem se tornar comércios e vice-versa. Foram flexibilizados os índices urbanísticos existentes e dispensada a oferta de vagas de estacionamento, caso necessário.

A utilização dos imóveis também será incentivada com a implantação de empreendimentos com qualquer atividade comercial e em qualquer tamanho, inclusive na Cidade Alta, para dinamizar a economia do bairro. Os imóveis comerciais terão isenção das oito primeiras vagas exigidas. Hoje, o município cobra uma vaga para cada 35 m². A proposta é que passe para uma vaga para cada 45 m² nos principais corredores viários.

Novas construções

A renovação urbana do bairro também está sendo estimulada com o novo Plano Diretor. Para novas construções, há a possibilidade de se construir mais em cada lote e liberação de altura. Esses incentivos não conflitam com a preservação da vista dos imóveis históricos do bairro. Os estudos de preservação da paisagem do Centro foram incorporados à minuta, estabelecendo restrição de altura ao redor dessas edificações para garantir a sua visibilidade.

Fiação subterrânea

A preservação da paisagem também está contemplada com a exigência de que a fiação em frente à prédios históricos seja subterrânea. "Assim, organizamos a cidade e melhoramos sua ambiência para incentivar o turismo, buscando um Centro mais dinâmico e com respeito a sua história", afirmou a secretária de Desenvolvimento da Cidade, Lenise Loureiro.

Elizabeth Nader

Prédios no Centro de Vitória

Renovação urbana do bairro também está sendo estimulada com o novo Plano Diretor Urbano (PDU)

Confira as medidas
  • Liberação de gabarito e altura nos principais eixos viários, como as avenidas Jerônimo Monteiro e Princesa Isabel
  • Possibilidade de poder construir mais em cada lote
  • Preservação da vista dos monumentos históricos
  • Isenção de afastamentos das edificações em terrenos pequenos
  • Possibilidade de venda do potencial construtivo dos imóveis tombados
  • Exigência de retirada de fiação em frente a edificações históricas
  • Liberação de atividades de médio e grande porte para todo o bairro, incluindo a Cidade Alta
  • Menor exigência de vagas de garagem nos imóveis nos corredores viários
  • Aumento no tamanho das atividades comerciais, bem como na liberação de todos os tipos de atividades no bairro
  • Não exigência de adequações do coeficiente de aproveitamento e/ou vagas de garagem, no caso de mudança de uso de imóveis residenciais para comerciais, ou vice-versa.

Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site