Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Mucane 25 Anos: programação encerra com tradição e contemporaneidade

Publicada em 14/05/2018, às 16h09

Por Leo Vais (levsilva@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Divulgação Melanina

25 anos do Mucane

Público lotou a avenida República para prestigiar o show do músico Rincon Sapiência (Ampliar imagem)

Emaranhado Divulgação

25 anos do Mucane

Apresentação da performance "Kalunga", do Coletivo Emaranhado, marcou o aniversário de 25 anos do Mucane (Ampliar imagem)

"É um prazer cantar no Museu do Negro, neste espaço que é de todo mundo". Dessa forma, Rincon Sapiência deu as boas-vindas ao público que prestigiou a programação "Memória e Resistência", que aconteceu neste último domingo (13), dentro da programação de 25 anos do Mucane.

Performance

As atividades começaram às 14 horas, com a apresentação da performance "Kalunga", do Coletivo Emaranhado, que começou com a lavagem da calçada do museu e ocupou toda a área térrea do espaço.

"O Emaranhado completa no cenário capixaba cinco anos de resistência neste mês de maio. Podermos participar da comemoração e programação dos 25 anos do Museu Capixaba do Negro é muito representativo, pois, além de seguirmos a linha de pesquisa da cultura afrobrasileira, participar do evento dá potência para continuarmos trabalhando com o segmento das artes negras" disse Maicom Souza, integrante do coletivo, após a apresentação ser calorosamente aplaudida pelo público.

Apresentação musical

Na sequência, o público ocupou a avenida República para conferir a apresentação da cantora Monique Rocha, com o show "O Canto da Guerreira". O trabalho fez um passeio pela obra da cantora Clara Nunes, através de grandes sucessos da artista, como "O Mar Serenou" e "Canto das Três Raças", músicas que tratam de questões ligadas à religião afro e ao povo negro. O espetáculo contou com a participação do grupo Negraô e do grupo de capoeira Besouro, além de baianas do Carnaval de Vitória.

Rap

Encerrando o evento, Rincon Sapiência levou o universo do rap e as misturas musicais promovidas no álbum "Galanga Livre". O músico levantou a plateia com músicas como "A Coisa Tá Preta" e um show que misturou ciranda, música africana e samba ao hip hop do artista.

Aprovação

Para a professora Érika de Souza, moradora de Santo Antônio, o evento marcou a importância histórica do espaço. "São 25 anos de Mucane. Só por esse número a gente vê a importância, a história do museu, sua representatividade. Fechar a rua foi uma ideia bem bacana. Tudo organizado, uma exposição belíssima. Eu  achei muito bom ver um espaço como o Mucane movimentado. Os shows foram incríveis, o samba, o rap com um discurso social. Muito bacana".

Exposição

Entre 9 e 13 de maio, o Museu Capixaba do Negro “Verônica da Pas” (Mucane) realizou uma programação que uniu a tradição e o contemporâneo, com música, dança e artes visuais, além de pautas que apresentam novos olhares sobre a construção da história da população negra no Brasil.

Além das apresentações musicais e de uma série de mediações, aconteceu a exposição "UJUZI: Conhecimento é Poder", do Coletivo UHURU. O trabalho tem a proposta de aproximar o público das principais linguagens africanas, através do grafite, vídeo mapping, artes plásticas e simbologias africanas. A mostra fica em cartaz até 14 de julho, de terça a sexta-feira, das 13 às 18 horas, e sábado, das 10 às 14 horas.

Divulgação Melanina

25 anos do Mucane

(Ampliar imagem)

Divulgação Melanina

25 anos do Mucane

(Ampliar imagem)


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site