Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Grupo de Apoio Terapêutico ao Tabagismo fez quase 900 pessoas largarem o cigarro

Publicada em 05/09/2017, às 12h29 | Atualizada em 05/09/2017, às 13h58

Por Milene Miguel (mjmiguel@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Elizabeth Nader

Enfermeira fazendo Exame Monoxido Carbono em homem

Unidades de saúde oferecem tratamento para pessoas que desejam parar de fumar

Divulgação Semus

Grupo de apoio ao tabagista na US Santo André

Grupo de Apoio Terapêutico ao Tabagismo faz variadas abordagens e procedimentos para estimular os fumantes a largar o cigarro (Ampliar imagem)

O fumo traz diversos malefícios. Por essa razão, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) conta com o Grupo de Apoio Terapêutico ao Tabagismo (GATT), inserido em 26 unidades de saúde do município, com o objetivo de reduzir a prevalência de fumantes.

As ações visam evitar a iniciação do tabagismo, principalmente entre jovens, aumentar a cessação do cigarro entre os que se tornaram dependentes e proteger todos do risco do fumante passivo. De 2013 a 2016, foram registradas 894 pessoas que deixaram de fumar após participação no GATT. Isso representa um percentual de 32,15%, entre os 2.780 usuários abordados. O ex-participante Marcelo Gomes, que frequentou o GATT de Santo Antônio, é um dos casos de sucesso

"O controle do tabagismo em Vitória abrange ações de promoção e prevenção, com intervenções no contexto escolar e na comunidade e divulgação de material informativo e educativo, até o tratamento do fumante. Trabalhamos para que o combate ao fumo seja constante e reforçamos abordagens e prevenção do tabagismo para o público jovem", afirmou a referência técnica de tabagismo em Vitória, Eliane Moreira.

Tratamento

O modelo de tratamento ofertado aos usuários é o preconizado pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), que inclui a abordagem cognitivo-comportamental do fumante, com treinamento de habilidades comportamentais, visando à cessação e à prevenção da recaída. Quando há indicação, existe o tratamento medicamentoso.

O indivíduo deve passar por uma consulta de avaliação clínica antes de iniciar as sessões de abordagem. Nela, é avaliada a motivação da pessoa em deixar de fumar, seu nível de dependência física da nicotina, se há indicação ou contraindicação de uso do apoio medicamentoso, existência de comorbidades psiquiátricas e sua história clínica.

A abordagem cognitivo-comportamental consiste em sessões individuais ou no GATT, com 10 a 15 participantes. Durante as sessões, os indivíduos que tiverem indicação poderão utilizar apoio medicamentoso do adesivo transdérmico de nicotina (21mg, 14mg e 7mg), goma de mascar de nicotina (2mg) ou cloridrato de bubropiona (150mg).

Ações

As ações de controle do tabagismo desenvolvidas na rede municipal vêm sendo implantadas desde 1998 e contam, entre os principais avanços e resultados, com a redução de 40% da proporção de tabagistas no período de 2006 a 2012 e o cadastramento de 28 serviços de saúde para o tratamento do tabagista.

Para o munícipe que deseja parar de fumar, a orientação é procurar a unidade de saúde mais próxima e iniciar o tratamento.


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site