Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Exposição na praça Costa Pereira resgata a memória do Theatro Melpômene

Publicada em 01/11/2018, às 18h34

Por Melissa Künsch (mwkunsch@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Divulgação Semc

Theatro Melpômene

Fachada do teatro era toda modulada em painéis de madeira, com colunas metálicas sustentando os camarotes

Theatro Melpômene

Exposição vai resgatar memórias desse importante equipamento cultural, que foi inaugurado em 1896

Quem passa hoje em dia pela praça Costa Pereira e vê o imponente Theatro Carlos Gomes não imagina que, não fosse um incêndio em 1924, muito provavelmente o destaque da região seria um outro teatro, o Melpômene.

Para reavivar a memória do Theatro Melpômene, que foi um importante ponto cultural da cidade entre 1896 e 1924, uma instalação artística vai mostrar como ele era imponente.

A instalação "Revivendo o Melpômene" será aberta neste sábado (3), às 17 horas, e fica em cartaz até 9 de novembro, na Costa Pereira. Nesse período, o público poderá conferir a arquitetura desse espaço e conhecer suas memórias.

Memórias

Para a realização do projeto, a cenógrafa, atriz e figurinista Colette Dantas reuniu uma equipe multidisciplinar de profissionais das áreas de teatro, arquitetura, ciências sociais, história, comunicação e design, que partiu de uma pesquisa histórica e iconográfica para reconstruir as memórias desse importante precursor dos equipamentos culturais da cidade.

Plataformas

Os resultados dessa pesquisa são apresentados em diversas plataformas: um livro, uma exposição (com maquetes física e eletrônica, fotos, plantas originais e redesenhadas), uma intervenção cênica e um website, lançados em setembro de 2017, em projeto realizado com recursos da Lei Rubem Braga.

História

O Theatro Melpômene foi o 1º teatro à italiana de Vitória, inaugurado em 1896 na praça Costa Pereira, Centro Histórico, e demolido em 1925, um ano após sua interdição. 

O projeto arquitetônico do teatro foi desenvolvido por Felinto Santoro entre 1895 e 1896. A fachada era toda modulada em painéis de madeira, com colunas metálicas sustentando os camarotes, posteriormente aproveitados no Theatro Carlos Gomes. Tinha uma tipologia típica de um teatro italiano neoclássico, com plateia em ferradura e ordens de camarotes, frisas e balcão.

Foi a primeira edificação de Vitória a ter luz elétrica, fornecida por gerador próprio. Recebia uma diversidade de atrações, principalmente espetáculos cênicos. Exibiu a primeira sessão pública de cinema em 1901 e instalou no espaço um dos primeiros cinemas da cidade.

Em 8 de outubro de 1924, durante a sessão do filme “Ordens Secretas”, um princípio de incêndio na cabine de projeção do Melpômene levou o público a um pânico destruidor. Parte da escada destinada ao público do balcão cedeu ao peso da multidão em pânico. O incêndio foi controlado, mas dois mortos e dezenas de feridos foram o resultado da tragédia, que levou ao fechamento das portas da casa de espetáculos.

Serviço
“Revivendo o Melpômene” - Exposição e instalação sobre o teatro
Local: praça Costa Pereira, Centro
Abertura: sábado, 3 de novembro, às 17 horas
Visitação: até dia 9 de novembro, das 9 às 21 horas

Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site