Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Educação Ambiental reforça campanha de guarda responsável de animais domésticos

Publicada em 08/08/2017, às 15h16 | Atualizada em 08/08/2017, às 18h26

Por Amilton Freixo de Brito (afbrito@vitoria.es.gov.br) | Com edição de SEGES/SUB-COM


Elizabeth Nader

Julia, 6 anos, adota a Princezinha na feira de adoção de cães na Praça dos Namorados

Campanha visa promover cuidados e responsabilidades com os animais domésticos (Ampliar imagem)

Após o sucesso do primeiro mês do projeto "Educação Ambiental para Guarda Responsável de Animais Domésticos", a Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Urbanos (Semmam), através da Gerência de Educação Ambiental (GEA), dá início a mais uma fase no processo educativo voltado aos cuidados e às responsabilidades com os animais domésticos.

Nesta segunda etapa do projeto, o objetivo é a sensibilização do maior número possível de pessoas em Vitória sobre os temas abordados.

A campanha, que teve início no mês de julho, durará 12 meses e envolverá 11 temas relacionados aos cuidados com os animais domésticos. Na fase inicial, o projeto envolve escolas das imediações dos espaços "Pracão" de Jardim Camburi e Jardim da Penha e comunidade local.

Para o sucesso da ação, a Gerência de Educação Ambiental, com apoio de outros órgãos municipais, como Secretaria Municipal de Saúde (Semus), por meio do Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA), e Gerência de Bem-Estar Animal, leva informações necessárias ao público em geral, principalmente em relação às leis que protegem nossos bichinhos e sobre nossa responsabilidade sobre eles.

"Quando vereador, defendi a bandeira do meio ambiente e bem-estar animal, e não seria diferente agora ocupando o cargo de secretário. Foi na minha primeira passagem pela Semmam, no primeiro mandato do prefeito Luciano Rezende, que criamos a Subsecretaria de Qualidade Ambiental e Bem-estar Animal, justamente para termos mecanismos legais para realizar um trabalho amplo como este que estamos realizando", destacou o secretário municipal de Meio Ambiente, Luiz Emanuel Zouain.

Como começou essa parceria: relação homem x animais?

André Sobral

Feira de Adoção de Animais

Ligação entre o homem e o mundo animal sempre possuiu laços estreitos (Ampliar imagem)

Desde o início de nossa história, a ligação entre o homem e o mundo animal sempre possuiu laços estreitos, relacionados até mesmo ao próprio sustento e à necessidade de sobrevivência diária. Os cães foram os primeiros animais a se aproximarem do mundo humano, em busca dos restos de alimentos conseguidos pelo homem.

Uma vez que os caninos já possuíam características de sociabilidade, rapidamente essa parceria evoluiu até que os cães se transformassem no melhor amigo do homem e companheiro de trabalho, auxiliando na caça e no controle de gado.

Os antigos egípcios foram os primeiros a acolher o gato como animal de estimação, na época em que seu povo abandonou a vida nômade para se fixar às margens do rio Nilo. Dessa forma, os gatos começam a ter uma convivência próxima com as pessoas. Além de se alimentarem de restos de lixos humanos, também comiam os roedores que invadiam o estoque de alimentos do homem, passando então a serem vistos com bons olhos.

Dessa forma, a evolução dessa relação vem se modificando ao longo do tempo. Nos dias atuais, os animais domésticos são tratados com verdadeiros “xodós” dos seres humanos. Fazem parte de um convívio recíproco de afeto em muitos lares e na sociedade em geral.

De que forma a conscientização do guardião ajuda seu próprio animal?

Recolher os dejetos dos seus animais durante os passeios nas ruas e ainda fazer o uso de coleiras de forma adequada, são atitudes importantes, que certamente minimizam os problemas de relações com terceiros, respeitando o direito de todos.

Os cuidados com higiene e vacinação são extremamente importantes, pois, dessa forma, o risco de transmissão de zoonoses (doenças transmitidas entre os animais e o homem), como raiva, verminoses e toxoplasmose, entre outras, podem ser evitadas.

O que é saúde única?

A promoção da saúde animal não pode ser dissociada da saúde humana e da sustentabilidade. Muitas doenças podem ser prevenidas e combatidas ao se aliar ações nas três esferas. A “Saúde Única” objetiva a melhoria da qualidade de vida da comunidade, beneficiando a todos, humanos, não-humanos e meio ambiente.

Dentro deste universo, o bem-estar único é um conceito que reconhece as relações entre o bem-estar animal, o bem-estar humano e a integridade do meio ambiente. Ao cuidar do nosso animal de estimação e vaciná-lo ou castrá-lo, por exemplo, diminuímos o risco de doenças para os outros animais e seres humanos, assim como diminuímos a pressão ambiental que existiria caso a reprodução não fosse controlada.

Denúncias

Para obter mais informações sobre o tema ou fazer denúncias sobre maus-tratos, abandono e outros, ligue para Fala Vitória 156.


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site