Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Crianças fazem apresentação cultural para alertar contra exploração sexual

Publicada em 15/05/2017, às 15h08 | Atualizada em 15/05/2017, às 16h02

Por Paula M. Bourguignon (pmacbourguignon@vitoria.es.gov.br) | Com edição de SEGES/SUB-COM


Divulgação Semas

Ação contra exploração sexual infantil

Crianças fizeram apresentação musical em frente ao Horto de Maruípe para conscientizar as pessoas sobre a exploração sexual infantojuvenil (Ampliar imagem)

Divulgação Semas

Ação contra exploração sexual infantil

ONG Avalanche interpretou cenas de curto impacto para mobilizar e informar as pessoas que passavam pelo local (Ampliar imagem)

"Quem ama ajuda. Quem ama agrada. Dá carinho e dá valor. Quem ama cuida. Quem ama abraça. Não maltrata o seu amor". Com o refrão da música "Quem ama abraça" (Giovanna Chaves), alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Octacílio Lomba fizeram uma ação de conscientização sobre o Dia Nacional de Enfrentamento à Violência e à Exploração Sexual contra crianças e adolescentes, na manhã desta segunda-feira (15), em frente ao Horto de Maruípe.

Além da apresentação musical, crianças do Cajun Bonfim fizeram uma roda de capoeira, enquanto a ONG Avalanche interpretou cenas de curto impacto para mobilizar e informar as pessoas que passavam pelo local sobre a temática.

Diálogo

Alguns pais acompanharam as apresentações. Silvana Silva Pezzin Simor acompanhou a filha Raquel, de 8 anos, e disse que procura sempre manter a boa conversa com a pequena. "Procuro sempre participar da educação dela. Sempre explico muito sobre sexualidade para minha filha. Às vezes, não é todo tipo de carinho que é o certo. Muitas vezes, é uma forma de agressão. Preciso ter esse zelo e cuidado por ela".

Outra mãe que prestigiou as apresentações culturais foi Mariene Correia Swangler, ao lado da filha Brenda, de 8 anos, e dos sobrinhos João Vitor e Felipe. Ela explicou que a base do seu relacionamento com a filha é o diálogo. "Temos sempre diálogo e confiança. Procuro explicar a ela que, antes de ser mãe dela, sou amiga. Peço para ela avisar sempre a alguma tia do colégio e a mim caso alguém tente alguma intimidade com ela. Tento educa-lá da melhor maneira".

A ação envolveu equipamentos da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), como os Centros de Referência em Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) da região de Maruípe, Cajun Bonfim, Conselho Tutelar e ProJovem de Maruípe, além da Emef Octacílio Lomba.

Convivência

"É muito importante os alunos estarem envolvidos nessa ação, uma vez que eles convivem com essas situações difíceis e, assim, conseguem lidar melhor com isso, às vezes, até na própria residência. A temática 'Violência contra as Mulheres' foi retratada ao longo do trimestre na escola", comentou a professora Aline Poleze.

"Esse evento é importante para marcar a luta contra a exploração e violência de crianças e adolescentes, e sabemos que vários deles sofrem vários abusos e alguns nem entendem isso como violência. Outros também não sabem como fazer a denúncia e quais são esses canais, como 156 e o Disque 100 dos Direitos Humanos. Então, precisamos que esses casos apareçam para fazer o acompanhamento e responsabilizar quem cometeu o abuso e os órgãos competentes", orientou a coordenadora do Creas de Maruípe, Cristiane Pecine dos Santos Müller.

Prevenção

"Essa é uma ação socioassistencial de Maruípe, na qual tivemos como objetivo a prevenção e sensibilização para o tema. É um assunto tão delicado, pois, na maioria das vezes, o abusador está dentro da própria casa, segundo as estatísticas, e fazem parte do convívio das crianças. Quanto mais prevenirmos as crianças e os adolescentes de que eles precisam ter consciência sobre o assunto, melhor", afirmou a coordenadora local do Cras Maruípe, Daniela Colatto.

Seminário

Nesta quinta-feira (18), das 8 às 17 horas, acontece o 5º Seminário de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, promovido pelo Fórum Araceli, no auditório da Prefeitura. O objetivo é a sensibilização dos profissionais para a temática.

Divulgação Semas

Ação contra exploração sexual infantil

Roda de capoeira de pequenos do Cajun Bonfim também movimentou a ação (Ampliar imagem)

Divulgação Semas

Ação contra exploração sexual infantil

Ação de conscientização foi elaborada por gestores dos equipamentos da Semas (Ampliar imagem)


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site