Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Chuva: redes de macrodrenagem minimizam risco de alagamentos

Publicada em 01/12/2017, às 16h36 | Atualizada em 01/12/2017, às 18h04

Por Marcus Monteiro (mmonteiro@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Marcus Monteiro


Yuri Barichivich

Obra de macrodrenagem

Construção do reservatório no Horto de Maruípe concluiu investimentos de R$ 100 milhões no sistema de macrodrenagem da Grande Maruípe

Marcus Monteiro

Visita estudantes do Ifes aos sistema de macrodrenagem de Maruípe

Detalhe da maior estação de bombeamento de águas das chuvas do Brasil, a Cândido Portinari (Ampliar imagem)

As chuvas de 130 milímetros registradas nos últimos quatro dias na capital representam a precipitação esperada para 20 dias do mês de dezembro ou ainda a média histórica de todo o mês de outubro, que é de 126 milímetros.

Somente nas últimas 24 horas, choveu 80 milímetros, quantidade de chuva acima da média histórica dos meses de junho (65 mm), julho (78 mm), agosto (55 mm) ou setembro (78 mm).

Vitória mantém, em caráter permanente, os investimentos na drenagem da cidade, que totalizam, até o momento, R$ 331 milhões. Os recursos foram aplicados em construção de galerias, estações de bombeamento de águas das chuvas, além de manutenção e aquisição de equipamentos para monitoramento dos níveis das galerias e da precipitação.

"Trabalhamos diariamente no aprimoramento da rede de drenagem da cidade de Vitória. A Semohab na elaboração de projetos e execução de obras e a Central de Serviços na manutenção das redes existentes. Este trabalho só mostra resultados com a ajuda da população. Se o lixo jogado na rua fechar a entrada da água para as galerias os alagamentos vão acontecer. A população precisa fazer a sua parte", explicou o secretário de Obras e Habitação, Sérgio Sá.

Estão concluídas obras nos sistemas de macrodrenagem dos bairros Jardim Camburi, República, Mata da Praia/Morada de Camburi e Jabour. O sistema de macrodrenagem da Grande Maruípe é a maior obra de drenagem urbana da história da capital. O empreendimento, concluído em 2015, foi uma das 29 prioridades apresentadas no Plano Diretor de Drenagem Urbana (PDDU) de Vitória em 2007.

Sistema de macrodrenagem de Maruípe

O sistema de macrodrenagem de Maruípe atende a bacia de drenagem Cândido Portinari, que representa 20% do território de Vitória, onde residem 77 mil moradores em 17 bairros da capital.

O conjunto das intervenções faz parte do Plano Diretor de Drenagem Urbana (PDDU) de Vitória, com recursos próprios da Prefeitura e dos governos federal e estadual. Foi construída uma estação de bombeamento no bairro Santa Luiza, inaugurada em setembro de 2010, com capacidade de bombear 33m³/s.

No Parque Municipal Horto de Maruípe, foram construídos o reservatório subterrâneo de contenção, com capacidade para 20 milhões de litros de água das chuvas, e um reservatório superficial “in line”, também conhecido como pulmão, com capacidade adicional de 3 milhões de litros de água das chuvas.

Foram duplicadas galerias nas ruas Gilberto Varejão Dias, Cândido Portinari e José Faria. Com a obra, a Prefeitura duplicou a capacidade de escoamento dessas galerias, valorizando as ruas do ponto de vista urbanístico, já que foram completamente urbanizadas e podem ser utilizadas por automóveis.

Galerias novas que foram construídas:
• 150 metros – Rua Frederico Gomes, em Itararé;
• 130 metros – Rua das Palmeiras, em Itararé (trecho entre as ruas Frederico Gomes e Daniel Abreu Machado);
• 900 metros – Avenida Maruípe, em Maruípe (trecho entre o Horto de Maruípe e a rua José Leão Borges);
• 250 metros – Rua Marins Alvarino, em Itararé;
• 200 metros - Rua das Palmeiras (trecho entre a rua Daniel Abreu Machado e a avenida Leitão da Silva)
• 320 metros - Rua José Luiz de Matos
• 100 metros - Rua das Palmeiras (trecho entre a rua Daniel Abreu Machado e a avenida Leitão da Silva)
• 50 metros - Avenida Leitão da Silva (trecho entre as ruas Dr. Arlindo Sodré e Gilberto Varejão)
• 480 metros - Avenida Maruípe (trecho entre as ruas José Leão Borges e João Jantorno)
• 80 metros - Rua José Luiz de Matos

Os investimentos na área continuam. Foram elaborados projetos executivos para a realização de obras nas bacias de drenagem Paulino Müller, Santo Antônio, Praia do Canto, João Santos Filho, Maria de Lourdes Garcia, Dom Bosco e Bento Ferreira. Todos estão na fase de captação de recursos.

Além das obras, a análise dos impactos nas redes de drenagem em consequência do crescimento urbano é uma tarefa permanente da Semohab. Nela, a equipe de engenheiros estabelece critérios, limites e sugestões de medidas compensatórias para os empreendimentos imobiliários que pretendem se instalar na cidade.

Marcos Salles

Estação de Bombeamento Cândido Portinari

Capacidade de bombeamento na estação de Santa Luiza é de 33 mil litros por segundo

Douglas Schneider

Entrada da galeria subterrânea

Reservatório com capacidade para 20 milhões de litros de água no Horto de Maruípe


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site