Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Almanaque sobre baleias jubarte para alunos da rede municipal

Publicada em 03/05/2018, às 17h33 | Atualizada em 04/05/2018, às 14h29

Por SEGES/SUB-COM | Com edição de Melissa Künsch


Foto Divulgação

Lançamento almanaque jubartes capixabas

O almanaque foi desenvolvido por meio de parceria entre CDV, secretarias de Educação e Meio Ambiente e Instituto Canal (Ampliar imagem)

Lançamento almanaque jubartes capixabas

Leonardo Krohling, diretor da CDV, ressaltou que o almanaque poderá ser utilizado em toda a rede municipal de ensino (Ampliar imagem)

O primeiro material pedagógico sobre as baleias jubarte e turismo de observação das espécies teve seu lançamento realizado no final da última semana. O Almanaque Jubartes Capixabas é o resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Vitória, por meio da Companhia de Desenvolvimento, Inovação e Turismo e das secretarias municipais de Educação (Seme) e Meio Ambiente (Semmam), e o Instituto O Canal.

A parceria, que é fruto do projeto Amigos da Jubarte como braço científico e indutor das ações de conservação da espécie, possibilitou o desenvolvimento de atividades de formação, que contou com capacitação de professores e alunos de 17 de escolas municipais de ensino fundamental e incluiu expedições em alto mar, produção de materiais e conteúdos em texto e vídeos visando ampliar o conhecimento sobre o tema.

Agora, esse material poderá ser utilizado em toda a rede municipal de ensino com a ajuda de professores e alunos participantes da capacitação, que passam a atuar como multiplicadores das atividades curriculares em torno da temática  conservação de baleias, inclusive por meio de ações desenvolvidas a partir do programa de Iniciação Escolar para o Turismo.

“Os professores e alunos poderão utilizar o conteúdo do material pedagógico em sala de aula de maneira permanente, fazendo com que os estudantes criem uma cultura do bem e entendam também a importância do turismo associado à conservação das baleias”, apontou presidente da Companhia de Desenvolvimento, Inovação e Turismo de Vitória, Trabalho e Renda, Leonardo Krohling.

Conteúdo

O diretor de Turismo da CDV, Felipe Ramaldes, destacou a transversalidade com o que o almanaque foi construído, contando com equipes de áreas como educação ambiental, pedagógica e do turismo, em parceria com o Instituto Canal.

“O conteúdo do almanaque foi construído a várias mãos para que tenha utilidade em sala de aula e não seja apenas um material de informações. O ponto alto foi a inserção de textos e desenhos produzidos por alunos com superdotação da rede municipal de ensino, potencializando assim suas habilidades”, apontou.

A Coordenação Pedagógica da Seme também ressalta o trabalho de valorização e divulgação para a produção dos professores e estudantes de Altas Habilidades envolvidos no projeto de elaboração do almanaque "As Jubartes Capixabas". "O almanaque apresenta um conteúdo didático que visa contribuir para a formação dos estudantes da rede municipal, com foco na preservação desses mamíferos e do ecossistema marítimo", destacou Maristela Gatti Piffer.

Observação de baleias

O presidente da CDV ressaltou que o turismo de observação de baleias já é uma realidade na capital e que é preciso divulgar e orientar a atividade de forma correta. "Precisamos que os alunos da rede municipal se apropriem disso e saibam falar sobre isso. O almanaque vai nos auxiliar nisso, para que possam passar esse importante trabalho de conservação de baleias e de defesa do meio ambiente também como ferramenta de turismo", disse Leonardo Krohling. 

Turismo náutico

O turismo náutico tem crescido na capital, gerando novos negócios e atraindo visitantes que desejam ver as baleias. Para participar da observação de baleias, os interessados devem procurar as operadoras de turismo náutico da capital, que mantém parcerias com o Instituto Baleia Jubarte.

Elas podem ser vistas no litoral de julho até o mês de outubro, entre 10 a 20 milhas náuticas (entre 20 a 40 quilômetros) de distância da costa. O percurso até o local de observação dura, em média, quatro horas (entre ida e volta), com até três horas para contemplação das espécies.


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site